Fechar [X]


Notícias

NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

::  PROGNÓSTICO CLIMÁTICO DO OUTONO

03/05/2017 - Outono 2017

Características do Outono
No dia 20 de março às 07h29min inicia-se o Outono no Hemisfério Sul, com término no dia 21 de junho às 01h24min. Climatologicamente, a estação é marcada pela redução das chuvas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e no sul das regiões Norte. Caracteriza-se também pelas incursões de massas de ar frio, oriundas do sul do continente, que provocam o declínio das temperaturas do ar, principalmente no centro-sul do país.

Nesta estação, observam-se as primeiras formações de fenômenos, tais como, nevoeiros nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; geada nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul; neve nas áreas serranas e nos planaltos da região Sul; e friagem no sul da região Norte e no Estado do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e até mesmo no sul de Goiás.

Previsão Climática para o Outono
O Outono de 2017 será marcado por neutralidade no oceano Pacífico Equatorial, ou seja, sem a atuação dos fenômenos El Niño ou La Niña. Entretanto, outros fatores, como a temperatura na superfície do oceano Atlântico Tropical e na área oceânica próxima à costa do Uruguai e da região Sul, poderão influenciar o regime de chuvas no País, dependendo das suas características climáticas durante esta estação.

Prognóstico Climático por Região para o Período Abril, Maio e Junho/2017

Previsão de anomalias de precipitação do modelo estatístico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para o trimestre Abril, Maio e Junho/2017.

Região Norte
A região Norte apresentou um verão bem chuvoso, principalmente no leste do Amazonas e nordeste do Pará, quadro muito diferente do ano passado. Os níveis dos rios estiveram bem acima da média e, do ponto de vista hidrológico este período corresponde ao início da cheia anual em grande parte da bacia do Amazonas. De modo geral, os modelos climáticos indicam que a região deve permanecer com chuvas acima da faixa normal climatológica, principalmente no Acre, norte do Amazonas, Roraima e algumas áreas do Tocantins, Pará e Amapá. Existem possibilidades de ocorrências dos primeiros episódios de friagem no sul da região Norte, devido a entrada de massas ar de origem polar no Brasil.

Região Nordeste
Na região Nordeste os meses de verão apresentaram chuvas abaixo da média, exceto em algumas áreas do Maranhão, Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte. Estes episódios de chuvas foram suficientes para reverter o cenário de seca excepcional observado nos últimos cinco anos em boa parte do Nordeste (Monitor de Secas), como o caso do Ceará, entretanto a seca excepcional continua em grande parte da região (Bahia, Sergipe, Alagoas, parte dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco). A previsão do modelo estatístico do Instituo Nacional de Meteorologia (Inmet) indica chuvas na faixa normal no norte da região Nordeste até meados de abril, devido a permanência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) em sua posição climatológica. No entanto, águas mais frias no Atlântico Sul Tropical e mais quentes no Atlântico Norte Tropical podem diminuir as chuvas até o final do outono, nesta área e também entre Sergipe e leste da Bahia. Já no leste do Nordeste, climatologicamente, existe um aumento gradativo das chuvas, devido a evolução dos Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL), que poderão ocorrer entre os estados do Rio Grande do Norte e Alagoas. De forma geral, o modelo estatístico indica o predomínio de áreas com maior probabilidade de chuvas dentro da faixa normal ou abaixo durante a estação.
 

Fonte: http://monitordesecas.ana.gov.br/

Região Centro-Oeste
As condições de bloqueio atmosférico, elevaram as temperaturas e inibiram a ocorrência de chuvas em grande parte da região Centro-Oeste, durante o verão de 2017. Em fevereiro, mês do início do racionamento de água em todo o Distrito Federal, as chuvas foram mais intensas e ultrapassaram a média, entretanto, os episódios de precipitações intensas não foram suficientes para a recuperação dos reservatórios em níveis satisfatórios. A previsão para o outono, indica alta probabilidade das chuvas ocorrerem de normal a abaixo a normal em grande parte da região Centro-Oeste, havendo possibilidades de chuvas fracas e decréscimo de temperatura média no mês de junho. Ressalta-se que, o mês de maio inicia-se o período seco da região Centro-Oeste.

Região Sudeste
Assim como na região Centro-Oeste, a predominância da Alta Subtropical do Atlântico Sul (ASAS), reduziu as chuvas e aumentou o calor sobre a região Sudeste nos primeiros meses do ano de 2017. Em média, existe uma redução das chuvas no outono. A previsão indica que as áreas com chuvas dentro da faixa normal ou abaixo devem permanecer nesta estação. Espera-se que as massas de ar frio passem com maior frequência pela região Sudeste, diminuindo as temperaturas durante a estação.


Região Sul
Na Região Sul do Brasil, a passagem de algumas frentes frias e o aquecimento das águas na costa do Sul-Sudeste do Brasil favoreceram a ocorrência de chuvas intensas durante os primeiros meses do ano. O prognóstico indica a persistência destas configurações contribuindo para chuvas acima da média na maior parte da região, exceto o norte do Paraná. Entretanto, no início do trimestre são esperadas pequenas reduções na precipitação. A temperatura no outono tende a declinar à medida que se aproxima do inverno, aumentando a incidência de geadas, principalmente em áreas serranas. Porém a previsão indica que serão menos intensas e de menor duração.

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)


 

:: INMET completou 108 anos

20/11/2017 - Aniversário do INMET

:: PROGNÓSTICO CLIMÁTICO DE PRIMAVERA

22/09/2017 - Primavera 2017

BOLETINS INFORMATIVOS